Militares amotinados cercam sede do governo

Militares insatisfeitos com a situação em Mali, que tenta conter o avanço de rebeldes tuaregues no norte do país, iniciaram um motim ontem na capital, Bamako. Inicialmente, os soldados protestavam por mais armas. Pouco depois, blindados fecharam o acesso ao palácio presidencial. Tropas cercaram a rádio e a TV estatais, que saíram do ar. O governo e fontes diplomáticas denunciam uma tentativa de golpe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.