Militares da Nigéria resgatam vítimas do Boko Haram

Militares da Nigéria afirmaram que mataram dezenas de extremistas islâmicos do grupo Boko Haram e resgataram 20 mulheres e crianças que eram mantidas em cativeiro.

Estadão Conteúdo

23 de maio de 2015 | 19h25

Há relatos no país de que os extremistas estão cortando as gargantas de suas vítimas e as golpeando até a morte. Isso reforça boatos de que os insurgentes estão ficando sem munição e recorrendo a estratégias de ataques seguidos de fuga diante da ofensiva nigeriana contra seu último reduto na floresta Sambisa.

Um comunicado das forças militares emitido neste sábado disse que quatro campos foram destruídos na sexta-feira, apesar de minas terrestres terem provocado a morte um soldado e ferido outros dez.

O líder do governo da Nigéria Maina Ularamu afirmou que nenhum tiro foi disparado: as vítimas foram golpeadas até a morte, algumas tiveram suas cabeças cortadas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
NigériaBoko Haramvítimas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.