Militares golpistas adiam toque de recolher

Militares que anunciaram um golpe de Estado na República da Guiné na terça-feira adiaram para sexta-feira a entrada em vigor de um toque de recolher, previamente previsto para ontem. O adiamento teria o objetivo de "permitir que os cristãos passem tranqüilamente o Natal". O suposto golpe foi realizado após a morte, na segunda-feira, do ditador Lansana Conté.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.