Militares ocupam portos e aeroportos da Venezuela

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ordenou hoje a ocupação militar de portos e aeroportos nos estados de Carabobo e Zulia. O presidente do Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (Inac), José Luis Martínez, informou ainda que a Guarda Nacional também ocupou os aeroportos nestas regiões, segundo informação do jornal El Universal.

AE, Agencia Estado

21 de março de 2009 | 18h43

Segundo o jornal, foram ocupados desde a madrugada, o aeroporto de Chinita e o porto do estado de Maracaibo; o porto Puerto Cabello, em Carabobo; o aeroporto de Valência; o porto de Guamache, em Margarita; e o aeroporto internacional Santiago Mariño, em Nueva Esparta.

Chávez havia anunciado a decisão de ocupar os portos do país domingo passado. Na última segunda-feira, governadores e prefeitos da oposição venezuelana pediram ao Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela para suspender a ordem do presidente para que as forças armadas tomassem o controle de três dos principais portos do país, que estavam sob administração dos governos regionais.

O presidente Chávez informou que a decisão estava prevista em reforma da Lei de Descentralização, aprovada na semana anterior pela Assembleia Nacional, que permite ao poder executivo intervir em rodovias, portos e aeroportos quando julgar conveniente. As informações são da Associated Press e de agências internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
Hugo ChávezportosaeroportosVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.