Militares são julgados por tentativa de golpe

A Turquia iniciou ontem um julgamento histórico de 196 militares, alguns de alto escalão, acusados de terem preparado, em 2003, um golpe de Estado para depor o governo islâmico moderado. O processo é uma ameaça direta ao Exército turco, um importante defensor do laicismo, apesar de ter reduzido sua influência na vida política depois de 2002, quando o AKP, partido do premiê Recep Erdogan chegou ao poder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.