Militares tailandeses anunciam governo interino e eleições para 2007

A cúpula militar que deu um golpe de Estado derrubando o primeiro-ministro da Tailândia, Thaksin Shinawatra, anunciou nesta quarta-feira que um governo interino permanecerá um anono poder e convocará eleições para outubro de 2007. Em suas primeiras declarações à imprensa, o general Sondhi Boonyaratkalin, chefe do Exército e líder do golpe, afirmou também que levará à Justiça quem tiver cometido ilegalidades durante oGoverno de Shinawatra. Os golpistas acusaram Shinawatra, um ex-oficial de polícia e multimilionário empresário de comunicações, de corrupção, deslealdade à Coroa e de "perverter as instituições democráticas". Ele chegou ao poder em 2001 e foi reeleito em 2005.Shinawatra está em LondresO primeiro-ministro deposto da Tailândia,Thaksin Shinawatra, chegou nesta quarta-feira a Londres acompanhado de uma pequena comitiva, e descartou seu retorno imediato ao país Ao lado de Shinawatra, quem poucos meses atrás comprou uma mansão em Londres, viajaram seu porta-voz oficial, Surapong Suebwonglee, e o seu asessor principal, Pansak Limcharoenrat. Shinawatra chegou a Nova York no fim de semana, para participar da Assembléia Geral da ONU, vindo da Cúpula do Movimento de Países Não-Alinhados, em Havana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.