Militares venezuelanos são presos por tentativa de golpe

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta terça-feira que três generais da força aérea que supostamente conspiravam para derrubar o governo foram presos em meio a protestos que agitaram o país por quase dois meses.

AE, Agência Estado

25 de março de 2014 | 17h10

Maduro, que muitas vezes revela supostas conspirações contra seu governo sem oferecer provas, não anunciou o nome dos oficiais militares presos, nem ofereceu muitos detalhes sobre as circunstâncias da captura.

Falando em uma reunião da União dos Países da América do Sul, ou Unasul, em Caracas, o presidente disse que os suspeitos estavam sendo investigados há algum tempo e foram detidos na segunda-feira.

"Na noite de ontem nós capturamos três generais da Força Aérea que temos investigado, graças à moralidade poderosa das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas", disse Maduro.

Ele acrescentou que os suspeitos não identificados tinham ligações com a oposição política da Venezuela. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
venezuelagolpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.