Milosevic ainda não quer advogados

O ex-presidente iugoslavo, Slobodan Milosevic, não quer advogados na audiência desta terça-feira, no Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia, quando será notificado das acusações que lhe são imputadas, informou o porta-voz da instituição judicial, Christian Chartier. "Mas se ele mudar de idéia, será atendido prontamente."Milosevic não constituiu nenhum advogado para defendê-lo, embora tenha recebido um nesta segunda-feira em sua cela."Conversei com ele durante duas horas e meia", disse Zdenko Tomanovic, que veio de Belgrado contratado pela mulher do ex-presidente, Mirjana Markovic. Tomavic confirmou que Milosevic irá sozinho à audiência.O ex-secretário da Justiça dos EUA Ramsey Clark ofereceu-se para integrar a equipe de defesa de Milosevic. Clark é um crítico contumaz da política dos EUA para os Bálcãs.Ele condenou os bombardeios da Iugoslávia e classificou o TPI de "ilegítimo e ilegal". E concluiu: "A ONU acusa Milosevic forçada pelos Estados Unidos." O juiz vetará qualquer declaração política de Milosevic.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.