Milosevic morreu de enfarte, diz Tribunal de Haia

O ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic morreu de enfarte, informou neste domingo porta-voz do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), Christian Chartier, ao divulgar os resultados da autópsia. "Esta é a primeira conclusão da autópsia", disse. No entanto, segundo ela, ainda é preciso aguardar os resultados do exame toxicológico encomendado pelo tribunal. Uma equipe de legistas holandeses realizou nesta tarde a autópsia para determinar as causas da morte de Milosevic, na presença de especialistas sérvios. Milosevic, que estava sendo julgado desde fevereiro de 2002 por genocídio, crimes de guerra e contra a humanidade na Bósnia, Croácia e Kosovo, foi encontrado morto neste sábado em sua cela nas dependências do TPII em Scheveningen (Haia). O ex-dirigente iugoslavo, de 64 anos, sofria de hipertensão crônica e de problemas cardíacos que causaram o adiamento de seu julgamento em mais 20 ocasiões nos últimos quatro anos.

Agencia Estado,

12 Março 2006 | 17h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.