Mineiros deixaram notas para família dizendo que não sofreram

Alguns dos 12 trabalhadores que morreram na explosão de uma mina de carvão nos Estados Unidos deixaram notas a seus familiares para lhes assegurar que não sofreram em suas últimas horas soterrados, disse nesta quinta-feira um dos parentes da vítimas."As mensagens dizem que eles não estavam sofrendo, que simplesmente iam dormir", disse Peggy Cohen, que foi convocada pelas autoridades para comparecer a um necrotério improvisado em uma escola para identificar o corpo de seu pai, o operador de máquinas Fred Ware, de 59 anos.Cohen afirmou que um dos médicos legistas disse a ela que em alguns dos corpos havia notas com mensagens similares: "Seu papai não sofreu", disse o médico citado por ela.As mortes na mina de carvão provocaram comoção nos Estados Unidos. Autoridades chegaram a anunciar que os mineiros foram resgatados vivos, mas depois tiveram que desmentir a notícia, originada, segunda elas, de uma falha de comunicação entre as equipes de resgate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.