Mineiros enfrentam a polícia no norte da Espanha

Mineiros espanhóis em greve usaram nesta terça-feira foguetes artesanais para atirar objetos de ferro contra a polícia, enquanto mantém os protestos na região das Astúrias, montando barricadas que bloquearam uma rodovia e uma ferrovia no norte do país. Em um momento, cerca de 80 policiais dispararam balas de borracha e tentaram desbloquear uma barricada, mas foram impedidos por centenas de mineiros do carvão, que impediram a entrada da polícia na cidade de Cinera.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2012 | 15h37

Não existem relatos de feridos graves, mas alguns mineiros foram atingidos por balas de borracha. Os mineiros das Astúrias temem que cortes que o governo fará nos subsídios à mineração carvoeira devastarão seu meio de vida e profissão. O governo espanhol vem realizando amplos cortes nos subsídios a algumas indústrias como parte de uma diretriz de austeridade para reduzir o déficit do orçamento. Mas os cortes ocorrem no momento em que o desemprego ultrapassou 25% da força de trabalho.

As greves dos mineiros duram há semanas nas regiões das Astúrias e León, onde a mineração é uma indústria da economia local desde a época dos romanos. Líderes sindicais afirmam que 8 mil mineiros estão em greve.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.