Mineiros ficam presos após deslize em mina no Equador

Segundo o governo do Equador, resgate deve ser feito por meio de escavação lateral no local

AE-AP, Agência Estado

15 de outubro de 2010 | 16h25

Quatro mineiros ficaram presos a cerca de 150 metros de profundidade em uma mina de ouro localizada no sul do Equador. O subsecretário de Minas, Jorge Espinosa, declarou hoje que "às 3h30 da madrugada houve um deslizamento que bloqueou o túnel onde (os mineiros) trabalhavam no quinto nível, a uns 150 metros" de profundidade, na mina localizada no setor conhecido como Pico Americano, perto da cidade de Portovelo, cerca de 400 quilômetros a sudoeste de Quito.

Segundo ele, um mineiro saiu ileso e avisou sobre o que aconteceu, embora não se saiba como estão os trabalhadores presos. Ele acrescentou que as operações de resgate se concentram na possível escavação de uma brecha na lateral de uma das galerias para, assim, avançar até onde estão os trabalhadores. A cidade de Portovelo é conhecida pela exploração de ouro.

Tudo o que sabemos sobre:
minadeslizamentoEquador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.