Foto: Alan Santos/PR
Foto: Alan Santos/PR

'Minha árvore crescerá mais que a dele', diz Bolsonaro em Israel

Presidente brasileiro afirmou que oliveira que plantou em Jerusalém será mais frondosa que a planta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Cristiano Dias e Célia Froufe, Enviados especiais a Jerusalém, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2019 | 05h00

JERUSALÉM - Na manhã de terça-feira, 2, o presidente Jair Bolsonaro participou de um encontro com 400 empresários brasileiros e israelenses em um hotel. Ao seu lado, pelo terceiro dia, estava o premiê Binyamin Netanyahu. Eles trocaram juras de amor novamente. “Nosso relacionamento veio para ficar”, disse o brasileiro.

Com estilo de vendedor, Bibi fala inglês perfeitamente, movimenta-se pelo palco todo e usa um Power Point quando quer mostrar que a renda per capita de Israel sobe sem parar desde os tempos em que ele era ministro das Finanças, em 2003.

Bolsonaro falou após Netanyahu, o que não é fácil, mas parecia relaxado. Ao falar sobre confiança, usou o exemplo de quando era paraquedista. “Na hora do salto, quem estava atrás checava o equipamento de quem estava na frente”, disse. Bibi é capitão do Exército. 

Outro momento descontraído foi durante o plantio de uma oliveira no Bosque das Nações, próximo ao Museu do Holocausto. Ao saber que sua árvore ficaria próxima à do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – que esteve em Israel em 2010 –, Bolsonaro usou o bom humor para alfinetar seu desafeto. “A minha crescerá mais que a dele”, afirmou, rindo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.