Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Reprodução / Ministério da Defesa
Reprodução / Ministério da Defesa

Ministério da Defesa do Uruguai manda prender chefe da Marinha

Motivo, segundo imprensa uruguaia, foi disciplinar, após comentários que não são apropriados ao cargo do contra-almirante

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2021 | 16h14

O Ministério da Defesa do Uruguai ordenou a prisão do Chefe do Estado-Maior da Marinha Nacional, o contra-almirante Gustavo Luciani, por motivos disciplinares, informou o site Subrayado nesta quinta-feira, 15. A decisão, segundo fontes do ministério ouvidas pelo imprensa uruguaia, teria sido tomada após comentários feitos por Luciani que não são apropriados ao seu cargo.

Com a sanção, o contra-almirante terá de ficar recluso em determinado local pela quantidade de dias estipulada pelas autoridades. Com 53 anos, Luciani assumiu o cargo no comando da Marinha em junho de 2020 e rapidamente foi promovido a contra-almirante. 

O ministro da Defesa do Uruguai, Javier García, deve comentar sobre o caso ainda nesta quinta. 

Tudo o que sabemos sobre:
Uruguai [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.