Ministério do Interior ameaça cancelar eleição no Irã

O Ministério do Interior do Irã, país que enfrenta um confronto entre reformistas e linha-duras sobre as eleições parlamentares do próximo mês, informou hoje que realizará a votação somente se for comprovado que candidatos não foram injustamente impedidos de participar. Mas o ministério, sob autoridade do governo reformista do presidente Mohamed Khatami, destacou que, mesmo se impedir a votação, altos funcionários conservadores podem nomear um grupo para realizar as eleições.O Conselho de Guardiães - formado por linhas-duras do regime clerical - bloqueou a candidatura de milhares de candidatos reformistas, incluindo de 80 dos atuais 290 deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.