Ministério estuda criação de um ferroanel em São Paulo

O ministro dos Transportes, Anderson Adauto, anunciouhoje que São Paulo deverá ganhar um ferroanel, pelo qual circularão trens de carga que hoje passam pelo centro da Capital. Os recursos para a elaboração do projeto deverão ser incluídos já no orçamento da União do próximo ano, e contará com apoio do governo estadual. Uma das opções em análise no ministério, segundo ele, é a de aproveitar o traçado do rodoanel para instalar os trilhos, o que poderia facilitar o trabalho de construção. O anúncio foi feito durante exposição sobre o projeto de revitalização das ferrovias, à Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados. O ministro deu detalhes aos parlamentares sobre a revitalização das ferrovias, que foi anunciada pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva na semana passada. Adauto disse que os concessionários privados se comprometeram a investir R$ 1,2 bilhão nos próximos 18 meses, desde que o governo federal retome investimentos no setor, principalmente acabando com a invasão das ferrovias por favelas, que obrigam os trens a reduzir drasticamente a velocidade. O ministro disse que os investimentos públicos voltarão a partir de 2004, e serão da ordem de R$ 300 milhões. Os recurso são originados dos pagamentos que as próprias concessionárias fazem pelo aluguel dos equipamentos etrilhos da extinta Rede Ferroviária Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.