Ministra da Alemanha rejeita inserir Ucrânia na Otan

A ministra da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen, rejeitou a ideia de adesão da Ucrânia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), de acordo com o jornal alemão Rheinische Post, citando uma entrevista com a ministra. "Essa questão não surgirá no futuro previsível", disse.

AE, Agência Estado

25 de março de 2014 | 00h44

A ministra afirmou que um país associado à Otan possui direitos e obrigações. Por exemplo, um país membro deve ter um sistema legal funcional, boa liderança governamental, ausência de corrupção e garantias de direitos às minorias, afirmou ao jornal, ressaltando que a Ucrânia apenas deu o passo inicial para esses objetivos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaotanalemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.