Ministra equatoriana atribui renúncia a motivos pessoais

Quito, 13 - A ministra de Relações Exteriores do Equador, María Isabel Salvador, afirmou, em entrevista coletiva realizada ontem, que a sua renúncia ao cargo foi motivada por razões pessoais. María Isabel encaminhou seu pedido de saída do governo após retornar de uma viagem ao Irã, na qual acompanhou o presidente Rafael Correa. Ela estava no cargo desde dezembro de 2007, quando substituiu Maria Fernanda Espinoza.Ontem, Correa disse que seu governo não vai pagar parte das obrigações relacionadas à sua dívida externa. Ele se recusa a pagar o juro dos bônus Global 2012, no valor de US$ 31 milhões, vencidos em 15 de novembro. O pagamento dos juros do Global 2012 tem um período de carência de 30 dias, que vence na segunda-feira. O Equador tem uma dívida total de US$ 10 bilhões. As informações são da Dow Jones.(Patricia Lara)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.