Ministro alemão espera que Abbas reconheça Estado de Israel

O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walther Steinmeier, afirmou na quinta-feira ao presidente da ANP, Mahmoud Abbas, que espera o reconhecimento de Israel pelo governo de união nacional palestino, assim como a renúncia total à violência e a aceitação dos acordos internacionais."O senhor entenderá que não faremos uma avaliação do governo nacional enquanto não houver um programa", declarou Steinmeier a Abbas na presença de jornalistas."Nossas expectativas são claras: a renúncia à violência, a aceitação dos acordos internacionais e, naturalmente, o reconhecimento de Israel", declarou o ministro alemão.Steinmeier disse, durante seu encontro com Abbas, que a última oportunidade na qual se reuniu com ele foi na Faixa de Gaza, sob condições difíceis em meio ao derramamento de sangue produzido por confrontos entre diferentes grupos palestinos."Fico feliz pelo fato de o derramamento de sangue ter parado e sei que o senhor fez muito por isto e que seu trabalho foi decisivo para que se alcance o Acordo de Meca", afirmou o ministro."Esperemos que este acordo seja o fundamento para que o derramamento de sangue termine definitivamente", disse Steinmeier.Abbas, por sua parte, afirmou que sua primeira meta é evitar mais mortes na Palestina."O segundo alvo é a formação de um governo de unidade, que é um passo importante", declarou Abbas.O presidente da ANP também aproveitou a reunião para falar do encontro que teve em Jerusalém com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e com a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice."Apesar de toda a tensão foi um encontro frutífero", disse Abbas, que afirmou que seu objetivo é preparar o caminho para que se alcance uma solução "com um Estado palestino independente ao lado do Estado de Israel".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.