Ministro alemão pede ajuda para a subsidiária da GM

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, fez hoje um pedido público de ajuda internacional para a subsidiária da General Motors Cop., Opel, depois das notícias de que fabricante pode não sobreviver sem ajuda pública. "Precisamos olhar além de nosso próprio quintal. Nenhuma fábrica de automóveis será capaz de sobreviver sozinha na Alemanha ou em qualquer outra parte", afirmou o ministro ao diário Rheinische Post. Para Steinmeier é importante agir internacionalmente para preservar empregos de maneira sustentável onde a produção de automóveis é forte. Os pedidos de ajuda do ministro coincidiram com as notícias de que a Opel pode entrar em falência em maio ou junho se a ajuda pública não vier a tempo. Diversos boatos sugerem que a indústria automobilística na Alemanha precisa de US$ 4,2 bilhões em garantias públicas de empréstimos, próximo do dobro mencionado anteriormente. A Opel nem confirmou nem desmentiu os comentários, embora tenha confirmado que realmente precisa de ajuda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.