Ministro alemão quer revisão de política de armas

Enquanto isso, o Ministério da Defesa tem dito que está considerando o envio de equipamento militar não letal para o Iraque

AE, Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 11h04

O ministro de Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, quer que Berlim reavalie a sua rígida política de proibição de exportações de armas para regiões em crise, devido à "ameaça existencial" para o Iraque do grupo militante autodenominado Estado Islâmico. Enquanto isso, o Ministério da Defesa tem dito que está considerando o envio de equipamento militar não letal para o Iraque.

"A ajuda humanitária para quem precisa de proteção e ajuda administrada é uma coisa natural, mas temos de ver se não podemos fazer mais e se devemos fazer mais", disse o ministro de Relações Exteriores em entrevista ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, cujos trechos foram divulgados antes da publicação na edição de quarta-feira.

"Dada a situação dramática, eu sou a favor de ir para os limites do que é politicamente e legalmente possível", afirmou Steinmeier, em relação à política de exportação restritiva em armas da Alemanha. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
alemanhaarmas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.