Ministro belga pede revisão de acordos com Israel

O ministro belga das Relações Exteriores, Louis Michel, disse que a União Européia deveria seus laços comerciais com Israel, depois que o primeiro-ministro Ariel Sharon impediu uma delegação européia de se encontrar com o líder palestino Yasser Arafat. ?Claro que foi uma afronta. A UE deve dar uma resposta política e diplomática?, disse Michel.Ele declarou que os 15 chanceleres da UE deverão discutir, em reunião no próximo dia 15, a possibilidade de suspender o conselho de associação, que regula as relações comerciais da UE com Israel, ou chamar de volta seus embaixadores para consultas.Na última quinta-feira, uma delegação da UE, liderada pelo chefe de política externa Javier Solana e pelo chanceler espanhol, Josep Pique, foi a Israel para tentar uma reunião com Arafat, mas foram proibidos de fazê-lo pelas autoridades israelenses, que mantêm o líder palestino sob cerco militar. A delegação européia se reuniu com o chanceler israelense, Shimon Peres, mas não com Sharon. Israel, porém, permitiu que o enviado americano Anthony Zinni se avistasse com Arafat. ?A Europa não deve deixar essa afronta passar em branco?, disse Michel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.