Ministro boliviano renuncia em meio à crise

O ministro do Desenvolvimento Econômico, Jorge Torres, renunciou, por divergências quanto ao tratamento dado pelo presidente Gonzalo Sánchez de Lozada à crise política e social que atinge o país há 30 dias. Hoje, manifestantes exigindo a saída do presidente tomaram as ruas da capital. ?Temos diferenças insanáveis e não creio em soluções de força?, disse Torres.O ex-ministro é membro do Movimento da Esquerda Revolucionária (MIR), principal parceiro político do presidente. O vice-presidente, Carlos Mesa, também retirou seu apoio ao governo de Sanchéz de Lozada. Outra força de apoio do governo, a Nova Força Republicana (NFR), anunciou a ?retirada? de seus ministros do gabinete, disse o líder da bancada da legenda, Johnny Antezana. Ele disse que a decisão não representa um rompimento com o governo, mas o deputado do NFR Williams Magne exigiu a renúncia do presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.