Ministro checheno é internado com sintoma de envenenamento

O primeiro-ministro da Chechênia, Anatoly Popov, foi internado neste domingo com graves sintomas de envenenamento. Investigadores locais tentam agora determinar se o que aconteceu foi uma tentativa deliberada de assassinato do líder respaldado por Moscou ou apenas consumo de comida estragada. Popov encontra-se em estado grave em um hospital de Khankala, nos arredores de Gorky, a capital administrativa da Chechênia, disse Sergei Kozhemyaka, funcionário da sucursal do Ministério de Situações Emergenciais no sul da Rússia. Membros do governo checheno instalado pela Rússia são alvos freqüentes por partes de rebeldes separatistas. A tensão agravou-se nos últimos dias com a proximidade das eleições presidenciais do próximo domingo na Chechênia, região devastada por uma década de guerras. Kozhemyaka disse que uma das teorias é a de que o veneno foi posto em algo que Popov comeu ou bebeu durante uma cerimônia realizada ontem à noite em Gudermes, onde foi inaugurado um novo gasoduto. Entretanto, ele disse que as investigações continuam e nenhuma hipótese foi descartada.

Agencia Estado,

28 Setembro 2003 | 15h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.