Ministro colombiano critica juiz que libertou traficante

O ministro do Interior e da Justiça daColômbia, Fernando Londoño, acusou hoje o juiz Pedro Suárezde ter defendido o cartel de Cali. O juiz ordenou que o chefãodas drogas Gilberto Rodríguez Orejuela fosse solto por bomcomportamento, depois de ter cumprido sete anos de uma pena de15 anos. "Quero dizer que esse juiz exerceu sua profissão em Cali ese destacou como parte de um grupo de advogados a serviço docartel", afirmou Londoño num foro acadêmico em Medellín. Eleindicou que as autoridades estão "analisando a situação do juiz especialmente seus passos em Cali". Também hoje, a mídia colombiana informou que o traficantepoderá voltar para a prisão pelo não pagamento de uma multa.Segundo o jornal El Tiempo, citando o inspetor-geral EdgardoMayo, Orejuela deixou de pagar cerca de US$ 26 milhão aotribunal. Não ficou claro o motivo da multa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.