Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ministro da Defesa da Somália é libertado em Uganda

As autoridades de Uganda libertaram hoje o ministro da Defesa da Somália, horas após prendê-lo por não ter informado sobre sua visita, segundo funcionários. Yusuf Mohamed Siad foi detido ontem na capital ugandense, Kampala, segundo um porta-voz do Exército do país. "A forma como ingressou em Uganda foi imprópria para uma pessoa com o status dele. Mas no fim das contas o assunto foi discutido no nível diplomático e o liberamos", afirmou o porta-voz militar. O presidente da Somália, xeque Sharif Sheik Ahmed, disse, durante viagem ontem aos Estados Unidos, que estava ciente do incidente.

AE-AP, Agencia Estado

07 de outubro de 2009 | 10h06

A Somália é assolada pela violência e pela anarquia desde que militares derrubaram o ditador Mohamed Siad Barre, em 1991, e, em seguida, vários grupos passaram a se enfrentar entre si. O movimento rebelde al-Shabab opera abertamente na capital, Mogadiscio, e busca derrubar o governo e impor uma visão estrita a lei islâmica (Sharia). Ahmed notou que a família do ministro vive em Uganda, um país que proporciona muitos dos 5 mil soldados de uma força de mantenedores de paz da União Africana na Somália.

Tudo o que sabemos sobre:
UgandaSomáliaministroDefesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.