REUTERS/ Nir Elias
REUTERS/ Nir Elias

Ministro da Defesa de Israel pede que Assad se livre das forças iranianas dentro da Síria

Presença dos combatentes 'só causará problemas e prejuízo' para Damasco, afirmou Avigdor Lieberman; autoridades do Irã dizem que ataques israelenses foram justificados sob 'desculpas fabricadas e infundadas' e violaram integridade do território sírio

O Estado de S.Paulo

11 Maio 2018 | 10h47

BEIRUTE - O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, pediu nesta sexta-feira, 11 ao presidente sírio, Bashar Assad, que se livre das forças iranianas presentes no território do país e alertou que as tropas iranianas colocam o país em risco. "Assad, livre-se dos iranianos. Eles não estão te ajudando. A presença deles só causará problemas e prejuízos", opinou.

+ Estados Unidos apoiam direito de defesa de Israel e criticam provocação do Irã

O ministro fez a declaração enquanto visitava o lado israelense das Colinas do Golan e afirmou que seu país "não procura atrito". Ele acrescentou que os israelenses não foram às fronteiras iranianas, mas que os iranianos foram às fronteiras israelenses. Nesta semana, Israel atacou dezenas de alvos iranianos na vizinha Síria, em resposta à série de foguetes iranianos que atingiram seu território.

+ ONU e Alemanha pedem diminuição de tensões entre Irã e Israel

A agência de notícias iraniana IRNA noticiou que o Ministério das Relações Exteriores condenou veementemente o ataque de Israel contra alvos do Irã na Síria sob "desculpas fabricadas e infundadas". O ministério acrescentou que a ação foi uma violação da soberania nacional e da integridade territorial sírias, ressaltando que o país tem o direito de se defender de agressões. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.