Ministro da Economia da Itália renuncia

O ministro italiano da Economia, Giulio Tremonti, renunciou neste sábado, depois de um ultimato feito pela Aliança Nacional. O partido, ao qual pertence o vice primeiro ministro Gianfranco Fini, é um dos membros-chave na coalizão do primeiro ministro, Silvio Berlusconi, e sua saída do grupo de aliados poderia culminar na queda do governo. De acordo com a rádio estatal italiana, a renúncia se deu em função de uma divergência sobre os cortes nos gastos para combater o déficit do país. Há indícios de que Berlusconi iria assumir o posto vago.Na noite de sexta-feira, Tremonti apresentou-se na casa do primeiro ministro, em meio a um conflito entre os aliados da coalizão, fundamentais para a sobrevivência do governo conservador que assumiu o poder há três anos. De acordo com a rádio, a Aliança Nacional havia feito ameaças de deixar o governo por causa de seu descontentamento com a política de Tremonti. Já Roberto Calderoli, líder da Liga do Norte, o outro a fazer parte da coalizão, disse que o próprio Berlusconi havia pedido a renúncia do ministro da Economia.

Agencia Estado,

03 de julho de 2004 | 06h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.