Ministro da França pede cessar-fogo em Gaza

Um cessar-fogo entre Israel e o Hamas deve ser alcançado rapidamente para evitar que a mais recente escalada de violência na Faixa de Gaza se transforme em uma guerra, informou hoje o ministro de Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, durante entrevista ao vivo de Israel ao canal France 2.

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 18h56

"Cessar-fogo e urgência são as palavras-chave esta noite. Nós absolutamente temos que avançar para um cessar-fogo. É nisso que a França pode ser útil", disse ele. "A guerra deve ser evitada."

O ministro também afirmou que a França está trabalhando junto com outros países, incluindo Turquia, Egito e Qatar, para tentar alcançar uma trégua entre os dois lados envolvidos no conflito de Gaza. Fabius viajou para Israel na manhã deste domingo para pedir aos líderes israelense e palestino que acabem com a violência com um cessar-fogo imediato.

Além de reuniões com o premiê de Israel, Benyamin Netanyahou, e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, ele também se encontrou com a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

Em um comunicado separado, o presidente francês, François Hollande, afirmou que novamente falou com o presidente egípcio, Mohamed Morsi, por telefone e expressou o suporte da França nos esforços para alcançar um cessar-fogo no conflito. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Françacessar-fogoGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.