Ministro da Georgia estava a bordo de helicóptero alvejado

O ministro da Defesa da Georgia, Irakli Okruashvili, estava a bordo do helicóptero alvejado enquanto sobrevoava a província separatista de Ossétia do Sul. Ele disse que o aeronave foi danificada, mas que ninguém ficou ferido. O helicóptero pousou com segurança no território controlado pelo governo da Georgia. Okruashvili falou com a imprensa horas depois de oficiais de Ossétia do Sul terem dito que suas forças tinham abatido um helicóptero do governo da Georgia, que havia invadido seu espaço aéreo. O governo da Georgia negou, inicialmente, que o helicóptero tivesse sido abatido. Em entrevista à imprensa em Gori, uma cidade perto de Ossétia do Sul, Okruashvili, disse que o helicóptero MI-8 ficou sob fogo de pesado calibre, numa área aberta, durante um vôo para uma base no oeste da Georgia. Ele disse que o helicóptero foi atingido e que os pilotos lutaram para controlar a aeronave e mantê-la voando por 15 minutos, conseguindo aterrissar com segurança. O incidente certamente vai acentuar as tensões entre o governo da Georgia e a liderança separatista de Ossétia do Sul, que tem laços estreitos com a Rússia e que controla a região desde o início da guerra em meados da década de 1990. Okruashvili, um chefe militar cujas declarações já provocaram a ira de líderes de Ossétia do Sul e da Rússia no passado, disse que não reconhece qualquer espaço aéreo como pertencendo ao governo de Ossétia do Sul, que não possui reconhecimento internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.