Ministro das Finanças se rebela contra Medvedev

Alexei Kudrin diz que renunciará se o presidente assumir o cargo de premiê, como propôs Putin ao anunciar que disputará presidência em 2012

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2011 | 03h04

A notícia da candidatura de Vladimir Putin à presidência da Rússia nas eleições de 2012 foi recebida sem grande surpresa pelos russos. Mas o anúncio do plano de transformar o atual presidente, Dmitri Medvedev, em primeiro-ministro encontrou resistência do ministro das Finanças, Alexei Kudrin, que declarou preferir a renúncia a trabalhar sob o comando de Medvedev em um novo governo.

Kudrin, no cargo desde 2000, ambiciona o posto de primeiro-ministro e desfruta de grande credibilidade com investidores internacionais, que o consideram determinante para a estabilidade financeira do país.

A confiança foi conquistada ainda durante os mandatos de Putin, entre 2000 e 2008, quando o ministério destinou parte dos recursos do petróleo a um fundo de estabilidade financeira. A ação, que na ocasião encontrou resistência de outros ministros, foi vital para a Rússia atravessar sem grandes traumas a crise mundial de 2008.

O ministro pronunciou-se na noite de sábado, em Washington, durante um encontro com autoridades econômicas internacionais. "Não me vejo em um novo governo. Acredito que os desentendimentos que tenho com Medvedev não me permitirão fazer parte do mandato", afirmou.

As declarações repercutiram rapidamente. O porta-voz de Putin, Dmitri Peskov, disse que Kudrin nunca escondeu as divergências que tem com Medvedev. Enquanto a porta-voz de Medvedev, Natalya Timakova, declarou que é cedo para discutir a composição do próximo governo. "O presidente e o primeiro-ministro partem do princípio de que as autoridades federais continuarão desempenhando suas funções. Se alguém tem outra ideia, deve estar pronto para mudar de área", acrescentou. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.