Toru Hanai/Efe
Toru Hanai/Efe

Ministro das Finanças vence eleição e será novo premiê do Japão

Yoshihiko Noda venceu no segundo turno o titular da Indústria Banri Kaieda e substituirá à frente do governo Naoto Kan, que renunciou na sexta-feira, 26

Efe,

29 de agosto de 2011 | 03h04

TÓQUIO - O ministro das Finanças japonês, Yoshihiko Noda, foi eleito nesta segunda-feira, 29, presidente do governante Partido Democrático (PD) do Japão, o que o transforma no virtual novo primeiro-ministro do país asiático.

 

Noda, que bateu no segundo turno de votação o titular de Indústria, Banri Kaieda, substituirá à frente do Governo Naoto Kan, que na sexta-feira, 26, anunciou uma renúncia largamente esperada, perante as críticas por causa de sua gestão da crise suscitada pelo terremoto de março.

 

O ministro das Finanças, de 54 anos, obteve o apoio de 215 dos quase 400 legisladores do PD eleitores, enquanto Kaieda, que saiu inicialmente como favorito, alcançou 177 votos.

 

Ambos tinham superado em uma primeira rodada os outros três candidatos: o ex-ministro de Exteriores Seiji Maehara; o titular de Agricultura, Michihiko Kano, e o ex-ministro dos Transportes Sumio Mabuchi.

 

Após a votação, Noda, um ferrenho defensor da disciplina fiscal, admitiu que depois do desastre do dia 11 de março a carga que a política japonesa deve enfrentar é cada vez maior, mas insistiu em que trabalhará para resolver a crise.

 

Neste sentido, apelou pela unidade de seu partido, cada vez mais fragmentado, e a deixar de lado as disputas internas para que os cidadãos não se arrependam de ter dado a vitória ao PD nas históricas eleições de há dois anos.

 

Aquele pleito acabou com mais de meio século de poder do Partido Liberal-Democrata (PLD), hoje na oposição e crítico feroz das políticas do PD.

 

Noda enumerou os sérios problemas que a terceira maior economia do mundo enfrenta atualmente, entre eles a crise nuclear, o desafio da reconstrução após o terremoto de março, a persistente deflação e o contínuo fortalecimento do iene, que prejudica os exportadores, motor econômico do país.

 

Está previsto que o ministro das Finanças assuma seu cargo na terça-feira, 30, quando Naoto Kan dissolverá o atual Gabinete.

 

Noda se tornará o sexto primeiro-ministro nos últimos cinco anos, nos quais por causa do instável governo japonês passaram Shinzo Abe (2006-2007), Yasuo Fukuda (2007-2008), Taro Aso (2008-2009), Yukio Hatoyama (2009-2010) e Naoto Kan (2010-2011).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.