Ministro de Finanças do Canadá renuncia após oito anos

O ministro de Finanças do Canadá, Jim Flaherty, apresentou sua renúncia nesta terça-feira. Flaherty, de 64 anos, estava no cargo desde 2006 e irá retornar ao setor privado. "Estou orgulhoso do trabalho que fiz para ajudar a gerenciar o mais profundo desafio econômico que o Canadá enfrentou desde a depressão dos anos 1930", afirmou, em comunicado.

AE, Agência Estado

18 de março de 2014 | 20h44

O primeiro-ministro, Stephen Harper, deve anunciar amanhã o substituto e declarou ter aceitado a decisão de Flaherty "com grande relutância". Flaherty foi o terceiro ministro de Finanças com o mandato mais longo na história do Canadá.

"Sua maior decisão foi lançar um significativo estímulo fiscal no auge da recessão e então cautelosamente reduzi-lo para não pressionar o crescimento durante a recuperação", afirmou o economista do CIBC World Markets Avery Shenfeld. O economista afirmou que o país está em boa forma fiscal e não espera nenhuma reação no mercado.

As especulações sobre o futuro do ministro cresceram durante o ano passado após vir a público a notícia de que ele sofre de uma doença de pele. Os medicamentos levaram Flaherty a ganhar peso e aparentar cansaço nas aparições públicas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Canadáministrorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.