Ministro de Israel recomenda rever toda a barreira

O ministro da Defesa de Israel, Shaul Mofaz, recomendou uma revisão total do trecho ainda por construir da barreira de segurança israelense na Cisjordânia, disseram fontes ligadas ao alto escalão dos serviços de segurança do Estado judeu. A sugestão vem à tona apenas um dia depois de a Suprema Corte israelense ter ordenado o replanejamento de um trecho de 40 quilômetros do emaranhado de cercas, muros e trincheiras.A proposta de Mofaz diz respeito a todo o projeto ainda não executado da barreira, inclusive trechos sem contestação judicial, prosseguiram as fontes. A decisão da Suprema Corte sobre um trecho nos arredores de Jerusalém denuncia que o traçado original causará problemas à vida de milhares de palestinos e viola as leis internacionais.Na noite de hoje, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, deveria reunir-se com Mofaz e com o ministro da Justiça Yosef Lapid para discutir a decisão de Suprema Corte.Na próxima semana, o Tribunal Penal Internacional, estabelecido em Haia, Holanda, deverá divulgar um parecer sobre a rota da barreira de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.