Ministro diz que não há vazamento em usina francesa

Ministro diz que não há vazamento em usina francesa

Explosão em complexo nuclear de Marcoule deixou um morto e pelo menos quatro feridos

AE, Agência Estado

12 Setembro 2011 | 10h40

PARIS - O ministro de Energia da França, Eric Besson, recebeu garantias da estatal Électricité de France (EDF) de que a explosão ocorrida nesta segunda-feira na usina de tratamento de lixo nuclear perto de Marcoule, no sul da França, não provocou vazamento de radiação ou de produtos químicos.

A agência francesa de segurança nuclear (ASN) já havia confirmado que não houve vazamento após a explosão que deixou um morto e quatro feridos. A explosão aconteceu num forno que era usado para derreter dejetos de baixa radioatividade, informou a agência francesa de segurança nuclear, a ASN.

Em comunicado colocado em seu site, a ASN disse que um dos quatro feridos está em estado grave.

A explosão ocorreu no centro de tratamento de resíduos nucleares Centraco. O local é propriedade da Socodei, subsidiária da Électricité de France (EDF), maior produtora e distribuidora de energia da França, informou um porta-voz do Comissariado de Energia Atômica (CEA).

O Centrado está localizado perto de outra usina nuclear, Marcoule, que fica em Languedoc-Roussillon, perto do Mar Mediterrâneo.

Funcionários da EDF destacaram que não há um reator nuclear no local e que o lixo atômico tratado na unidade não é proveniente de reatores. A porta-voz Carole Trivi disse que houve um incêndio após a explosão, mas que ele está sob controle. A causa da explosão ainda não é conhecida, mas uma investigação já foi iniciada, afirmou Trivi.

Informações publicadas no site do jornal local Midi Libre dizem que não foi ordenada medidas de quarentena ou de evacuação na região.

Os funcionários da usina reagiram ao acidente segundo os procedimentos se segurança, informou a ASN.

 

As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
França usina explosão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.