Ministro dos Transportes do Japão renuncia

O ministro dos Transportes do Japão, Nariaki Nakayama, renunciou neste domingo após ter cometido uma série de gafes, poucos dias após o novo primeiro-ministro, Taro Aso, assumir. Nakayama disse em sua primeira entrevista que o Japão era "etnicamente homogêneo" - uma observação que irritou os indígenas da etnia Ainu.Ele também disse que escolas com professores sindicalizados têm menor padrão de rendimento e acusou fazendeiros que lutam contra construção de aeroporto perto de suas terras de "lucrar com suas lamentações".Nakayama, que submeteu sua carta de renúncia a Aso de manhã, confirmou seus planos a repórteres que o esperavam do lado de fora, dizendo apenas "sim" quando perguntado se ele tinha se demitido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.