Ministro francês defende desvalorização do euro

O ministro da Indústria da França, Arnaud Montebourg, repetiu suas críticas ao Banco Central Europeu (BCE) neste domingo, dizendo que a instituição está inerte diante do baixo crescimento e do desemprego no bloco econômico. Montebourg defendeu a desvalorização do euro.

Agência Estado

03 de março de 2013 | 15h22

Há meses, o ministro tem criticado o BCE. Ele pede por intervenção no mercado cambial, apesar de um acordo entre os 20 países mais industrializados e emergentes, realizado em fevereiro, ter determinado a abstenção do grupo nas desvalorizações competitivas. "Nossos concorrentes globais usam câmbio", disse o ministro em entrevista à rádio francesa Europe 1, citando como exemplo Japão e China. "Estamos pedindo ao Mario Draghi para nos dar as armas para lutarmos na globalização injusta", acrescentou.

Montebourg disse que euro é "muito caro" e fere a economia, tornando as exportações pouco competitivas. Ele defende um patamar em torno de US$ 1,1 ou US$ 1,15 por euro, em vez do atual nível de US$ 1,3. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FançaministroBCEcâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.