Ministro francês diz que ataques dos EUA ainda vão demorar

A retaliação militar dos Estados Unidos aos ataques terroristas do mês passado só deve começar após várias semanas, disse hoje o ministro da defesa francês, Alain Richard. O ministro afirmou que as nações que participam da campanha antiterrorista americana ainda não tomaram muitas decisões-chave e, segundo ele, não devem ser tomadas apressadamente. Quando questionado por um repórter sobre o momento dos possíveis ataques contra os responsáveis pelos atentados de 11 de setembro, Richard disse que nenhuma ação deverá ocorrer em "várias semanas". "As decisões para se tomar ações ainda não foram feitas", afirmou. "Todos irão preparar seus próprios meios que serão bem adaptados ao esforço conjunto. Ainda não terminamos essa fase". Autoridades americanas estão promovendo uma série de visitas diplomáticas para informar aliados sobre possíveis ataques militares contra o Afeganistão, cuja milícia governista Taleban abriga Osama bin Laden - o dissidente saudita apontado pelos EUA como o principal suspeito dos atentados do mês passado. "Essa será uma ação bem dirigida, orientada para objetivos que serão destruídos ou controlados sem que a população seja tocada", garantiu Richard.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.