Ministro francês diz que Bin Laden "não morreu"

O ministro francês do Exterior, Philippe Douste-Blazy, disse neste domingo que, segundo seu conhecimento, o líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, está vivo. "Que eu saiba, Osama bin Laden não morreu", afirmou o ministro à emissora de TV LCI, acrescentando que não tem nenhuma informação sobre uma nota a este respeito dos serviços secretos franceses.Um documento confidencial dos serviços secretos da França, baseado em uma fonte do Golfo Pérsico e publicado neste sábado por um jornal francês, indicava que a inteligência saudita estava convencida da morte de Bin Laden, vítima de uma crise aguda de febre tifóide, quando se encontrava no Paquistão no último dia 23.O governo saudita, porém, afirmou neste domingo que não tem nenhuma prova de que Bin Laden esteja morto. Os governos dos Estados Unidos, Paquistão e França afirmaram no sábado que não podiam confirmar a suposta morte do terrorista saudita, responsabilizado pelos atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.