Ministro francês propõe política de imigração comum para UE

O Ministro do Interior francês, Nicolas Sarkozy quer propor a criação de uma política de imigração comum para a União Européia (UE), de forma que os recém-chegados em cada país sejam julgados de acordo com os mesmos critérios.O "pacto de imigração européia", como a medida foi classificada por Sarkozy, será anunciado em um encontro em Madri, na Espanha, com ministros de interior de oito países europeus.Atualmente, a política de imigração é controlada individualmente por cada um dos governos dos 25 países da UE.O ministro afirmou que quer evitar que os países concedam permissões de residência em massa para imigrantes. Ele também deseja que as concessões sejam avaliadas caso a caso, levando em conta razões humanitárias."Em Madri, defenderei que só podemos resolver o problema da imigração com uma perfeita coordenação entre nossos parceiros europeus", disse Sarkozy a repórteres em Paris."Não podemos continuar a ter nossas próprias políticas de imigração, uma vez que se vê claramente que somos confrontados pelos mesmos problemas", afirmou.O encontro na capital espanhola ocorrerá em meio a críticas feitas por Sarkozy ao primeiro-ministro espanhol Jose Luis Rodriguez Zapatero.O francês censurou a atuação de Zapatero durante a episódio em que refugiados africanos tentaram entrar na Espanha pelas Ilhas Canárias.Sarkozy também discordou sobre a decisão da Espanha de conceder milhares de permissões de residência a imigrantes ilegais, no ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.