Ministro iraquiano acusa Irã de armar radicais xiitas

No quinto dia seguido de combates em Najaf, o ministro interino da Defesa do Iraque denunciou que armas do Irã vêm sendo utilizadas pelos rebeldes que enfrentam forças americanas e iraquianas na cidade sagrada para os muçulmanos xiitas. Hazem Shaalan, o ministro, fez os comentários durante entrevista levada ao ar pela emissora de televisão Al-Arabiya. "O Irã deixou mais uma impressão digital em Najaf", declarou. "Armas de fabricação iraniana foram encontradas nas mãos de criminosos em Najaf. Eles receberam essas armas pela fronteira iraniana."Perguntado sobre se o Irã ainda é considerado "um grande inimigo" do Iraque, Shaalan deu uma resposta ambígua: "De longe e de perto, temos relatado que o que vem acontecendo com o povo iraquiano é executado por aquele que é considerado o maior inimigo. Pela primeira vez, os iraquianos vêem os corpos de crianças, de mulheres, corpos mutilados nas ruas. Sim! Esta é a verdade."O Irã já negou no passado uma suposta interferência no Iraque. Teerã alega que não permite que combatentes cruzem para o país vizinho, mas não nega a possibilidade de milicianos atravessarem ilegalmente a fronteira. Desde a última quinta-feira, soldados americanos e iraquianos vêm enfrentando milicianos leais ao clérigo Muqtada al-Sadr em Najaf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.