Ministro japonês pode entregar o cargo após declarações

O ministro dos Transportes do Japão, Nariaki Nakayama, deve entregar o cargo amanhã. A informação é da agência de notícias japonesa Kyodo. Se confirmada a queda, ele deixa o recém-criado governo do premiê Taro Aso após declarações polêmicas: chamou de "câncer" o maior sindicato de professores do país e classificou o Japão como "etnicamente homogêneo", o que irritou a etnia Ainu.

AE-AP, Agencia Estado

27 de setembro de 2008 | 15h37

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoministrorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.