Ministro palestino detido pela polícia israelense é libertado

O ministro palestino para Assuntos de Jerusalém, Khaled Abu Arafa, detido nesta quinta-feira em uma passagem fronteiriça rumo à Cisjordânia, foi libertado após várias horas, informou a polícia local. A detenção aconteceu quando o ministro pretendia entrar na Cisjordânia vindo de Jerusalém para tomar posse de seu novo escritório. O ministro palestino disse que primeiro foi colocado em um container de navio vazio e esperou várias horas até que fosse levado a uma delegacia de polícia. A razão oficial da detenção é que Abu Arafa, que é independente, israelense e residente em Jerusalém, não tinha a permissão necessária para entrar na Cisjordânia, controlada pela Autoridade Nacional Palestina. O exército israelense disse que Abu Arafa não foi interrogado pois suas intenções estavam claras. "Isso é uma tentativa israelense de abalar o novo governo palestino, estão tentando nos impedir de servir os nossos cidadãos que vivem em Israel," disse Abu Arafa. "Eles insistem em criar uma situação tensa. Com isso nos jogam para a o começo das negociações novamente. Nós iremos continuar com o nosso trabalho".

Agencia Estado,

06 Abril 2006 | 09h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.