Ministro quer livre comércio entre UE e América do Norte

Berlim, 27 (AE) - O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Guido Westerwelle, defendeu, em uma entrevista publicada neste sábado, a implantação de uma zona de livre comércio entre a União Europeia e a América do Norte como uma resposta à crise de endividamento.

AE, Agência Estado

27 de outubro de 2012 | 11h53

"Insisto que a Europa e a América do Norte comecem a discutir uma zona de livre comércio transatlântica o mais rápido possível", afirmou Westerwelle ao jornal alemão Neue Osnabrucker Zeitung. "O livre comércio é um motor de crescimento comprovado em muitas ocasiões", destacou o ministro, acrescentando que a crise na Europa e nos EUA fez ressurgir pelo mundo tendências protecionistas, que estão prejudicando o crescimento global. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhacrisecomércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.