Ministro renuncia em meio a escândalo

O ministro da Justiça da Espanha, Mariano Fernández Bermejo, anunciou ontem sua demissão do governo socialista por sua gestão em um escândalo de corrupção e a recente greve de juízes no país. O ministro foi muito criticado pela oposição por ter se encontrado com o juiz Baltasar Garzón pouco depois de o magistrado ter coordenado uma operação anticorrupção que envolveu alguns nomes do Partido Popular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.