Ministro russo diz não ter provas contra Coréia do Norte

A Rússia não tem evidências de que a Coréia do Norte possua armas nucleares, disse o ministro russo de Energia Atômica, Alexander Rumyantsev. Mas, segundo a agência de notícias russa ITAR-Tass, Rumyantsev disse que Moscou, que tem relações amigáveis com Pyongyang, não tem fontes de informações especiais."Não encontramos provas (a esse respeito) nem em literatura especializada nem em conferências", disse o ministro, acrescentando que Moscou não tem mantido contatos sobre o tema nuclear com Pyongyang desde 1993. A Península Coreana tem sido foco de uma crise nuclear desde que os EUA disseram, em outubro, que a Coréia do Norte revelou ter um programa nuclear secreto. Em meio a uma escalada de tensões, Pyongyang denunciou o Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) em janeiro. Esta semana, o Norte removeu o último obstáculo legal para o desenvolvimento de armas nucleares rompendo um tratado a respeito assinado com a Coréia do Sul em 1992. Embora a Rússia tenha desenvolvido esforços para baixar as tensões, também tem dito que sua influência sobre a Coréia do Norte é limitada. Ainda na noite hoje, o presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun, em visita aos EUA, debaterá com o presidente americano, George W. Bush, a crise nuclear norte-coreana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.