Ministro saudita diz que EUA são hostis com árabes

O ministro do Interior saudita, príncipe Nayef Abdel Aziz, acusou os EUA - sem citar o país - de serem hostis com os árabes e muçulmanos e criticou duramente a predisposição americana a favor de Israel sobre a questão das armas de destruição em massa que o Iraque supostamente possui. "A maior potência que agora controla o mundo se mantém hostil em relação aos árabes e islâmicos", disse Nayef, em declarações publicadas hoje pelo jornal árabe internacional al-Hayat, de propriedade saudita.O ministro saudita atribuiu a suposta hostilidade americana "ao lobby sionista nos EUA, que procura obscurecer a imagem dos árabes e muçulmanos acusando-os de terroristas". O príncipe também criticou a política que Washington aplica quando se trata de arsenais iraquianos ou israelenses. Os EUA - mais uma vez sem nomear o país - insistem na eliminação das armas de destruição em massa iraquianas, "enquanto toleram as armas nucleares e outras armas não-convencionais israelenses. Como se o que está proibido para o Iraque esteja permitido para Israel". Ele disse que o governo de Riad quer que todo o Oriente Médio esteja livre deste tipo de armas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.