Efe
Efe

Ministros da Liga Arábe pedem que Suíça cancele banimento de 188 líbios

Entre proibidos de entrarem no país europeu, está o líder líbio, Muamar Kadafi

Associated Press,

17 de março de 2010 | 19h15

Ministros do Interior da Liga Árabe pediram nesta quarta-feira, 17, à autoridades suíças que cancelem o banimento de 188 líbios e seus familiares, incluindo o líder do país, Muamar Kadafi.

 

A Tunísia se encontrou com representantes da Líbia nesta quarta e manifestou solidariedade ao país do norte da África em sua disputa com a Suíça. A divergência também afeta boa parte da Europa por causa de retaliações de sanções à viagens por parte de Tripoli.

 

A Suíça faz parte do acordo de Schengen, uma zona de fronteiras abertas. Assim, a identificação de indivíduos em uma lista negra passe a ser válida para todos os 25 países da região.

 

Um dos filhos do ditador Muamar Kadafi foi preso em Genebra em 2008, por ter supostamente espancado funcionários de um hotel de luxo, o que deu início ao conflito entre os dois países.

 

O ministro do Interior líbio, Abdelfattah Younes Laabodo, afirmou que a contenda será discutida em uma reunião nos dias 27 e 28 com a Liga Árabe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.