Ministros de Arafat se reunirão com diretor da CIA

O diretor da CIA, George J. Tenet, deve se reunir no próximo sábado com os três ministros palestinos que foram a Washington para discutir a situação nas regiões de Cisjordânia e Faixa de Gaza. "Esperamos iniciar nos próximos dias algo relacionado à segurança", disse o secretário de Estado dos Estados Unidos, Colin Powell, após uma reunião de aproximadamente uma hora com a missão enviada pelo líder palestino Yasser Arafat. O ministro palestino de Interior, Abdel Razak Yehiyeh, responsável pelos serviços de segurança palestinos, afirmou ter intenção de reunir-se com Tenet. "Estou esperançoso", afirmou. Ele não quis comentar se um plano norte-americano para tentar proteger Israel de extremistas islâmicos estava perto do fim. Tenet está envolvido na formulação de um plano destinado a conter a ação de homens-bomba contra o Estado judeu. Seus últimos esforços, que incluíram viagens ao Oriente Médio, não diminuíram a violência na região. A missão palestina esteve na Casa Branca com a conselheira de Segurança Nacional do presidente George W. Bush, Condoleezza Rice. Em seguida, os três ministros encontraram-se com Powell. Essas reuniões representam para a Autoridade Palestina o contato mais próximo com o governo norte-americano desde que Bush, em 24 de junho, exigiu dos palestinos que substituíssem Arafat por "líderes não comprometidos com o terror". O compromisso assumido por Bush de estabelecer um Estado palestino foi reafirmado por Rice, disse o porta-voz Sean McCormack. "Ela ressaltou que estamos comprometidos em seguir em frente com esta agenda", afirmou. No entanto, Bush condicionou a criação de um Estado palestino à substituição de Arafat por novos líderes. Mas esse assunto não foi debatido. "Arafat não foi tópico das discussões", garantiu McCormack.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.