Ministros de seis potências discutem crise iraniana

Os ministros de Relações Exteriores dosEstados Unidos, China, Rússia, Alemanha, França e Reino Unido se reúnem nesta sexta-feira em Londres para discutir a polêmica do programa nucleardo Irã. O objetivo dos ministros é discutir os próximos passos a serem dados para resolver a crise provocada pela recusa de Teerã de suspender seus polêmicos programas de enriquecimento de urânio,disse um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores britânico. As conversas começarão por volta das 16 horas (13 horas de Brasília), no palacete londrino de Lancaster House. A previsão é de que termine às17h45 (14h45 de Brasília), com uma entrevista coletiva. Nas últimas semanas, o Alto Representante da Política Externa e de Segurança da União Européia, Javier Solana, se reuniu comrepresentantes iranianos. Solana admitiu na quinta-feira os poucos avanços que resultaram do diálogo, ao afirmar que "o tempo das negociações não é, certamente, infinito". No entanto, pediu que "as portas continuemabertas para o diálogo com o regime iraniano". O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta quinta-feira que os países europeus devem avaliar a oportunidade do diálogo que ofereceu. No entanto, ressaltou que "o povo iranianonão se submeterá à força e à imposição, e não renunciará ao caminho correto que elegeu". Europa e EUA suspeitam que o programa possa ser usado para fabricar armas nucleares. Mas o Irã sustenta que seus objetivos são civis, como a geração de eletricidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.